Para melhor visualização desta página recomendamos a instalação do Adobe Flash Player

Get Adobe Flash player

“Eu acho que eu vi um gatinho…”

Adote um animal  -  12 de janeiro de 2010 - por Tati  - 1 comentário

Sempre nas minhas orações peço a Deus para nunca colocar no meu caminho um animalzinho que precisa da minha ajuda num momento que eu ñ posso ajudar. Sexta-feira saindo de casa pra ir pra Mogi fotografar o casamento da Ana e Junior, encontramos (nano e eu) um gatinho dentro de uma caixa de papelão abandonado num terreno.
Muuuuito pequenininho, ele estava fraquinho e eu sabia que não iria sobreviver por muito tempo… q agonia, oq fazer? Eu nem tinha tanto tempo pra pensar no q fazer.
Lembrei de uma clínica que abriu no bairro q moro e resolvi testar a sorte, já que alguns profissionais não gostam muito de receber animal de rua.
Fomos muito bem recebidos pela Dra. Carolina Sampaio que se dispôs a cuidar do gatinho enquanto eu estivesse fora da cidade.
O gatinho ou gatinha (ainda não da pra ver o sexo) tinha pouca chance, com menos de 30 dias de vida, já separado da mãe, tava com fome, frio e um machucadinho na boca.
Graças a atenção da Dra. Carolina e do Dr. Alexandre de Oliveira, o gatinho se recuperou e ta bem espertinho :)
Em casa ele (a) é o centro das atenções e até a Pepita cuida dele… ñ quer sair de perto… é uma belezinha!
Espero conseguir um bom lar para essa criaturinha. Um lar com atenção e carinho q ele merece!
É muito gratificante poder aliviar o sofrimento de um animal (que depende da gente) e salvar uma vida não tem preço.

Obrigada Dra. Carolina e Dr. Alexandre, vcs foram anjos que me ajudaram vencer mais esse desafio!

O gatinho quando chegou na clínica

Gatinho na clinica
o gatinho em casa

gatinho

Comentários

1 Comentário para “Eu acho que eu vi um gatinho…”


  • Carolina disse:

    Tati, muito obrigada!

    Se não fosse vc este (a) pequeno (a) não estaria vivo (a) hj… Fizemos o q pudemos por ele (a) naquele fim de semana e vc deu continuiadade ao “tratamento”, oferecendo um lar, mesmo q provisório, alimento, carinho e principalmente amor a este animalzinho.Parabéns! Ah se as pessoas fossem como vc… não teríamos animais largados nas ruas…


Deixe seu comentário


Enviar Comentário